O QUE É?

 

A Lipodistrofia Ginóide, mais conhecida como CELULITE, atinge de 85 a 98% das mulheres, sendo mais comum em mulheres brancas.

No nosso organismo, algumas células têm a função de acumular energia, sob a forma de gordura, para ser usada quando necessário. São os adipócitos (células gordurosas). Estas células se localizam na hipoderme, a camada mais profunda da pele. Nas mulheres, esta camada apresenta fibras ligando a superfície ao tecido mais profundo, como se fosse um colchão de molas. Estas pontes fibrosas repuxam a pele para baixo, dando o aspecto de “furinhos”, que é característico da celulite.

Além disso, fatores como a hereditariedade, as alterações hormonais e enzimáticas, em conjunto, levam a uma alteração circulatória com acúmulo de líquidos e proteínas nas células de gordura, provocando uma modificação da textura do tecido subcutâneo e, posteriormente, uma irregularidade da superfície da pele, que leva ao aspecto visual de “casca de laranja”.

A celulite pode estar, ou não, associada à obesidade. No entanto, com o aumento do peso, ela aparece mais, pois o aumento das células gordurosas acentua o repuxamento das fibras. Quando o acúmulo de gordura ocorre de forma excessiva, pode comprimir vasos sanguíneos e linfáticos levando à formação de edema (inchaço) e fibrose. Nesta situação, a celulite se torna mais grave, formando áreas endurecidas e nodulares. Em alguns casos, ocorre inflamação e dor local.

 

BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA

 

Para quem deseja minimizar este problema é muito importante que consiga manter sempre uma prática de exercícios regulares, principalmente atividades que sejam intensas e de curta duração priorizando o aumento do metabolismo auxiliando assim na diminuição do percentual de gordura. Um dos outros benefícios que atividade física pode trazer é justamente o aumento da circulação sanguínea beneficiando as áreas afetadas pela celulite, ainda mais para pessoas que estão acima do peso, pois é muito importante evitar formações de edemas e fibroses por conta da compressão excessiva dos vasos sanguíneos.

 

O que é importante entendermos que a grande formula má para o terror da mulherada é simplesmente a prática de atividade física aliada a uma boa alimentação. Fica a dica!!!

 

Prof. Esp. Joaquim A. Viana